A mudança é a única constante

Tecnologia ajuda as empresas a melhorarem seus negócios

O velho axioma é verdadeiro: a mudança é a única constante. Em 2014, a indústria de cuidados de saúde domiciliar continuou a enfrentar muitos desafios, tais como a decisão do Supremo Tribunal Federal acerca da forma de contratação da mão de obra – que embora tenha atingido diretamente uma empresa, fez com que muitas outras se reorganizassem –, a busca por tecnologias para aperfeiçoar a segurança dos dados dos prontuários, o paradigma da acreditação no home care, a necessidade de melhor capacitação das pessoas.

2015 já mostra que o ano terá mudanças ainda mais significativas e as empresas de Home Care devem se beneficiar ainda mais das novas tecnologias para mantê-los à frente da curta.

A qualidade do atendimento ao paciente virá acompanhada da possibilidade da visualização e consulta confiáveis dos dados do paciente em tempo real, imediatamente após a passagem da visita médica, de enfermagem ou da equipe, com tecnologias integrando todos os serviços aos dados gerados pelos equipamentos médicos instalados na casa do paciente.

Essa realidade de integração terá várias aplicações nos cuidados do paciente e nas decisões médicas, incluindo a manutenção medicamentosa, decisões mais consistentes acerca da mudança de condutas, permitindo que os membros da família também acessem os dados de qualquer ponto com acesso à internet para verificar o progresso do paciente. Isso tudo, reduzindo a quantidade de papelada para os prestadores de cuidados.

A Internet também continuará a impactar os cuidados de saúde de forma importante. Qualquer coisa que contenha um microchip pode tornar-se um dispositivo de monitoramento de saúde, através de Wi-Fi. A pulseira pode monitorar a frequência cardíaca ou uma pílula pode conter uma câmera. Estes dispositivos conectados abrirão um mundo totalmente diferente de oportunidades de cuidados de saúde, incluindo os novos métodos de engajamento do paciente, a coleta de dados do paciente, monitoramento remoto e até mesmo o tratamento.

Em última análise, a evolução como estes recursos servirá para integrar todos os elementos do cuidado e proporcionar uma abordagem coesa, que é adaptada às necessidades individuais do paciente.

A busca e a adesão a esses novos requisitos de controle e até assistenciais deverá se tornar o foco de organizações de Home Care preocupadas em se manter na esteira das transformações da indústria da saúde. Ainda não há no Brasil regulamentação que estabeleça a necessidade do uso de softwares para garantir conformidade nos processos de trabalho. Isso no entanto é um caminho a ser adotado pelo mercado, a exemplo da Acreditação, que estabelece protocolos rigorosos de controle de processos e qualidade dos serviços.

Softwares adequado podem ajudar a eliminar erros de processos de trabalho, melhorando o processamento dos dados e a execução dos serviços, com menos tempo gasto com pedidos equivocados.

Outro tema que deve entrar na pauta das organizações é estabelecer processos que provem que o atendimento foi recebido na casa do paciente, no tempo e dia estabelecidos. Uma condição desejada pelas operadoras de planos de saúde, mas que ainda não se percebe avanço tecnológico nesse sentido. Aplicativos móveis que usam a localização GPS vinculado a assinatura eletrônica de um paciente poderá ser o caminho para responder as demandas.

 

Obtendo lucro com os serviços de Home Care

A redução dos custos e a busca incessante por resultados deve tomar ainda mais o tempo dos gestores da assistência domiciliar. E a tecnologia terá papel importante nisso, não apenas melhorando a assistência ao paciente, mas mantendo a conformidade dos processos e consequentemente as margens lucrativas das empresas.

Softwares intuitivos ajudarão provedores a documentar corretamente as faturas antes de encaminha-las aos planos de saúde, automatizando todo o processo de faturamento, aumentando a eficiência com consequente redução das taxas de glosas.

Em uma indústria em constante mudança – como a de Home Care –, a tecnologia é a chave para o aumento da disponibilidade de informações entre os profissionais, melhorando a entrega e a coordenação dos cuidados e, finalmente, tornando o cuidado centrado no paciente.

About Autor

Conexão Home Care

Portal de Conteúdo e Informações da Atenção Domiciliar no Brasil.

1 Comentário

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: