Acreditação hospitalar X domiciliar, por Dra. Luiza Watanabe

Coluna escrita por: Dra. Luiza Watanabe – Pesquisadora e Doutora na área de assistência domiciliar; e Fundadora da empresa Dal Ben Home Care

Publicada em 14/11/2012.

Com o surgimento da acreditação hospitalar, as instituições discutiram muito a diferença entre este método de avaliação e a ISO, uma vez que ambos determinavam padrões de qualidade. Com o tempo, foi possível identificar que a acreditação fazia uma avalição multidisciplinar, contemplando a instituição de saúde como um todo. A ISO avalia os processos de forma técnica por profissionais especializados na área administrativa.

Agora, gostaria de propor uma reflexão a respeito da acreditação na assistência domiciliar. O manual para acreditaçãode empresas de Home Carecontempla capítulos que tratam especificamente da assistência domiciliar, desde a avaliação do paciente até a sua alta, bem como a continuidade do cuidado.

A Dal Ben foi avaliada pelo Manual Internacional de Padrões de Acreditação para Cuidados Continuados, que contém ao todo, 12 capítulos, divididos em 2 seções. Cada capítulo avalia aspectos específicos da assistência domiciliar. A avaliação é feita com base em padrões de qualidade através de elementos de mensuração. Cada padrão possui pelo menos um elemento de mensuração, podendo se estender de acordo com o critério deste.

A seção I trata de elementos relacionados ao paciente e família e a seção II refere-se ao gerenciamento da organização.

Os padrões são detalhados quanto ao método de cada processo de qualidade, sempre com foco na qualidade e segurança do paciente.

Em junho de 2012, entrou em vigor um Manual específico para Home Care. A Dal Ben, bem como outras empresas já acreditadas, está se adaptando a este novo material que contém especificidades mais adequadas a realidade da assistência domiciliar.

Acredito que a acreditação hospitalar e a domiciliar tem muitos pontos em comum de uma forma geral. Entretanto, o que difere é a dinâmica da prestação de serviços. No caso do Home Care,existe o desafio de gerenciar “hospitais virtuais”, pois cada casa deve estar adequada aos padrões de qualidade, inclusive no que se refere ao Gerenciamento do Ambiente e Segurança. A casa deixa de ser apenas o lar e transforma-se no que eu chamo de “hospital virtual”.

Influências da acreditação hospitalar

Em minha avaliação, a principal influência da acreditação hospitalar na de Home Care é a continuidade do cuidado, visto que o paciente sai do hospital para o tratamento em domicílio. Quando as duas instituições seguem a mesma metodologia de qualidade, podem dar continuidade no tratamento seguindo protocolos clínicos e assistenciais seguros e alinhados. A instituição hospitalar que possui uma acreditação tem, portanto, o mesmo objetivo que uma empresa de Home Care, que é o de promover qualidade e continuidade do atendimento com excelência.

About Autor

Conexão Home Care

Portal de Conteúdo e Informações da Atenção Domiciliar no Brasil.

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: