Barreiras financeiras e operacionais atrasam o segmento de Home Care

Artigo Mckinsey Quarterly

Spurring the market for high-tech home health care

Artigo publicado no McKinsey Quarterly, jornal de negócios da McKinsey & Company apresenta um conjunto assustador de barreiras financeiras e operacionais que estão atrasando o crescimento do setor de Home Care, especialmente quando o assunto é a adoção de novas tecnologias de saúde em domicílio. Os autores destacam o desalinhamento de incentivos entre contribuintes e fornecedores, a necessidade de demonstrar uma forte proposta de valor clínico com a adoção destas tecnologias domiciliares e o desafio de tornar tais instrumentais atraentes e fáceis de usar pelo paciente.

A tecnologia tem um papel central na expansão do mercado de assistência domiciliar à saúde, especialmente no Brasil, tendo nos últimos anos trazido avanços importantes nos cuidados aos pacientes domiciliares, com a inserção de novas tecnologias como monitores, aplicativos para celular e telemedicina.

Mesmo assim, os autores avaliam que os fabricantes de dispositivos médicos deverão ainda se concentrar em tecnologias mais fáceis de usar, com impacto real sobre as condições do paciente, capazes de tornar possível a mensuração de resultados.

Alguns fatores financeiros deverão ser alvo da atenção dos interessados nesse mercado, dentre eles a criação de modelos novos de financiamento, tais como pagamentos diretos pelo usuário para o uso das tecnologias de assistência domiciliar, ou a adaptação dos modelos existentes, como reembolsos integrados que alcancem um amplo conjunto de atividades clínicas em todo ambientes de cuidados.

É oportuna a análise brasileira sobre a experiência americana no uso das tecnologias da assistência domiciliar, suas melhores práticas, como forma de garantir uma implementação efetiva e com clara contribuição para o tratamento do paciente. O artigo destaca os fatores de eficácia a serem perseguidos pelas novas tecnologias: impacto significativo, acionável, oportuna e oferecer feedback.

Os autores concluem comentando sobre o potencial de crescimento de tecnologias no segmento de Home Care:

“We see substantial growth potential in technology-enabled home health care. An aging population and an increasing chronic-disease burden point to a large and growing market. But home care stakeholders must get the reimbursement models right and ensure that the technologies coming to market truly make a difference for patients and the bottom line alike.”

Título original: Spurring the market for high-tech home health care | A daunting array of financial and operational barriers is holding back growth. What can be done? • Basel Kayyali, Zeb Kimmel, and Steve van Kuiken • Source: Business Technology Office, Pharmaceuticals & Medical Products Practice.

ACESSE ARTIGO COMPLETO

About Autor

Conexão Home Care

Portal de Conteúdo e Informações da Atenção Domiciliar no Brasil.

%d bloggers like this: