Health by Conexão Home Care
Opinião

Descuidar da alta pode inviabilizar o Home Care

Na assistência domiciliar é preciso trabalhar com um e com metas estabelecidas. A perspectiva dos cuidados em deve reforçar a autonomia do paciente, sua independência para os recursos custeados pela operadora de saúde, o que dependerá do grau de acometimento de cada paciente especificamente.

Aspectos da literatura nessa área explicitam que os riscos de inchar os planos assistenciais dos programas de Home Care torna-os não sustentáveis economicamente. Muito se discursa sobre a redução dos custos assistenciais com a deshospitalização do doente, mas ao se descuidar da perspectiva do desmame, a tendência é de que o paciente permaneça por muito mais tempo sob cuidados domiciliares do que no hospital, invertendo portanto a promessa da redução do custo. Estudo sobre os cuidados domiciliares, elaborado pelas enfermeiras Adriana Damke Klock, Rita Maria Heck e Sidnéia Tesmer Casarim, também chega a conclusões semelhantes a essa.

O alta do paciente na assistência domiciliar tem vantagens para o doente e para a família, sendo importante para a equipe responsável programar o melhor momento, de maneira a diminuir eventuais frustrações e expectativas irreais sobre o tratamento.

Do lado do principal financiador – o plano de saúde – o gestor da assistência domiciliar deve estar atento aos planos de alta – e cobrá-los do prestador da assistência –, como forma de otimizar a gestão dos custos assistenciais que impactam na da operadora.

Análise do último Caderno de Informação da Saúde Suplementar, publicado em março/13 pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – , revela que nos últimos cinco anos esta taxa de sinistralidade subiu 4,6%, passando de 80,4% para a casa dos 85%. Em valores absolutos 4,6% de crescimento na sinistralidade significam um aumento de R$ 2,4 bilhões nas despesas dos planos privados de assistência à saúde.

Eis o motivo do cuidado das operadoras – e não é pra menos – em tratar com reservas a assistência domiciliar como uma cobertura a ser contemplada no rol de procedimentos de saúde de cobertura obrigatória. Ao concordar com a inclusão nesse rol pode a própria operadora estar inviabilizando, em médio e longo prazo, a manutenção de todos os demais procedimentos de saúde.

Se de um lado a necessidade de fazer o conhecimento do home care chegar às pessoas é urgente, de outro não se pode perder de vista que o estabelecimento de condições claras, uniformes e transparentes entre prestador e financiador é o caminho que fará com que essa modalidade de serviços esteja entre as melhores alternativas para o paciente.

Clique aqui para acessar os dados do Caderno de Informação da Saúde Suplementar.

 

Related posts

“Maquiagem” não atende aos interesses dos fisioterapeutas da Assistência Domiciliar

Empresas de Home Care podem ter Tributação Reduzida

Conexão Home Care

Home Care com a cara do Plano de Saúde

Conexão Home Care

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais.

Política de Cookies e Privacidade