Entrevista: CONSAD traz a Atenção Domiciliar para o debate

Conversamos com a Presidente do 2º CONSAD, Dra. Christina Ribeiro, e conhecemos um pouco mais sobre o que o mercado e os participantes podem esperar da segunda edição do Congresso Nacional de Saúde e Atenção Domiciliar, que acontece nos dias 13 e 14/07 em Salvador. Com uma programação que permeia praticamente a maioria dos aspectos da Atenção Domiciliar o evento se consolida como agenda obrigatória dos players e partes interessadas no segmento. Confira:

 

CHC: Qual é a proposta do CONSAD Saúde?

Dra. Cristina Ribeiro: A proposta é ser um espaço multiprofissional interativo e inovador nas áreas assistencial e de gestão da Atenção Domiciliar, através de apresentação e discussão de temas relevantes, que necessitam de aprofundamento e encaminhamento de consensos para o avanço e fortalecimento da modalidade no país.


CHC: Frente aos atuais desafios que circundam a Atenção Domiciliar, como a Dra. avalia que o Consad Saúde pode contribuir com todas as partes interessadas?

Dra. Cristina Ribeiro: Trazendo para os diferentes espaços do evento, programação cientifica, sessão de pôsteres, exposição de serviços, produtos e negócios, enfoques variados e pertinentes ao interesse de seu público alvo. Em 2017 o Tema Central do Consad, “Sustentabilidade para as Boas Práticas e Desfechos da Atenção Domiciliar”, abre espaço para o debate sobre qualidade e resultados da atenção, experiências públicas e privadas, aspectos teóricos e práticos, nós críticos e soluções entre os diferentes enfoques estratégicos da modalidade.


CHC: O que os participantes podem esperar de novidades em termos de conteúdo e discussões no 2º Consad?

Dra. Cristina Ribeiro: Informações detalhadas sobre o Programa Idoso Bem Cuidado da Agencia Nacional de Saúde – ANS, Programa Melhor em Casa do Ministério da Saúde, um dia todo com diferentes abordagens sobre Cuidados Paliativos, com profissionais especializados de diferentes Serviços, atualização sobre as principais técnicas e procedimentos realizados em domicílio, aspectos relacionados com o engajamento do cuidador, novas tecnologias e uma trilha voltada para as diferentes perspectivas da gestão, segundo a metodologia do planejamento estratégico – Balanced Scorecard.


CHC: A Dra. poderia comentar uma ou mais inovações tecnológicas e soluções de gestão que devem ser apresentadas na Expo Feira?

Dra. Cristina Ribeiro: Entre as inovações tecnológicas traremos novos equipamentos, produtos e materiais para assistência e maior segurança do paciente, simulação de um quarto ideal para Internação Domiciliar, Sistemas de Informação, conexão e otimização de serviços, telemedicina, tele monitoramento, Stands de Empresas de Home Care, expondo seus serviços e diferenciais, entre outros produtos de diferentes patrocinadores e apoiadores do Congresso.


CHC: Hoje qual é o maior desafio da Atenção Domiciliar? Em qual painel esse assunto será discutido?

Dra. Cristina Ribeiro: Os maiores desafios passam pela sustentabilidade técnica, através das boas práticas e desfechos, administrativa, financeira e jurídica da Atenção Domiciliar. Estes diferentes aspectos estão distribuídos nas três Trilhas da Programação Científica do Consad: Trilha 1 – Modalidades Sustentáveis de Atenção, Trilha 2 –  Procedimentos Especializados –  Boas Práticas e Desfechos e na Trilha 3 –  Gestão Estratégica da Atenção Domiciliar na Perspectiva do Balanced Scorecard BSC – temas: Acreditação, Relações Trabalhistas, Engajamento profissional, Protocolos, Processos, Receita, Custos, Preço, Produtividade, além de abordagem sobre Judicializacão e as Perspectivas de crescimento da Atenção Domiciliar na atual situação sócio econômica do país.


CHC: Entre as partes interessadas na Assistência temos o paciente, como ele será representado no Congresso?

Dra. Cristina Ribeiro: Como o personagem alvo da assistência, receptor passivo e ativo, dentro de suas necessidades e possibilidades, de cuidados multiprofissionais, integrados, humanizados, otimizados, customizados, com respeito a seus valores, sua experiência, grau de satisfação, segurança e evolução ou desfecho.


CHC: Acerca dos trabalhos científicos e cases, qual é a sua dica para quem pretende se inscrever?

Dra. Cristina Ribeiro: Que atentem para o prazo limite de recebimento dos trabalhos – 22/06, os conteúdos deverão estar alinhados ao tema central do Consad,  que tenham consciência do quanto é importante relatar seus estudos e experiências dentro da modalidade de Atenção Domiciliar, uma área que ainda é carente de registros, publicações acadêmicas e divulgação de experiências exitosas. A sessão de pôsteres também é um ótimo espaço para benchmarking entre profissionais e serviços.


CHC: Qual é a mensagem que o 2º Consad Saúde deseja deixar para o mercado?

Dra. Cristina Ribeiro: O Consad tem como missão ser um evento atrativo para os diferentes players do mercado da atenção domiciliar, buscando retratar o momento atual, as questões de maior relevância da modalidade, com espaço para participação expressiva de todas as categorias profissionais, serviços e tecnologias, traduzindo demandas da área e procurando fundamentar discussões e demonstrar os avanços através de encaminhamento de consensos e soluções. Penso que o mercado de Atenção Domiciliar deve se apropriar e fortalecer cada vez mais seu espaço nas edições do Consad.


 

Dra. Christina Ribeiro – Médica com Mestrado, Doutorado e MBA em Gestão Executiva de Serviços de Saúde – Atenção Domiciliar e Gerenciamento de Pacientes com Doenças e Condições Crônicas. Presidente do 2º Consad.

Outras informações e inscrições para o evento acesse: http://www.consadsaude.com.br/

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: