Tablet melhora resultados na assistência de pacientes em casa

Empresa de Home Care obtém sucesso ao equipar profissionais de saúde com tablets. O estudo foi registrado no case “Melhorando a assistência em casa através da tecnologia” (título original: Improving Care Delivery and Patient Outcomes through). O estudo de caso descreve o processo de tomada de decisão e como isso tem beneficiado a empresa, as equipes e especialmente o paciente.

A empresa americana Sutter Care at Home iniciou o projeto quando buscava por maneiras de integrar a tecnologia móvel de saúde em sua prática, de olho nos benefícios que a tecnologia poderia oferecer, tais como a melhoria da partilha de dados e a coordenação do cuidado, uma maior eficiência dos médicos e a melhoria da comunicação entre as equipes de cuidados.

A empresa atende a cerca de 100 mil pacientes em domicílio, em 23 municípios no norte da Califórnia (EUA), com serviços que vão desde cuidados paliativos, terapia de infusão, cuidados respiratórios e gerenciamento de equipamentos médicos em casa.

A iniciativa nasceu em 2004 quando a empresa experimentou equipar os cuidadores com laptops, mas no curso do processo identificou que os aparelhos eram demasiado pesados para viagens e nem sempre era possível conectá-lo à internet. Quatro anos depois a empresa iniciou testes com smartphones.

Os smartphones eram mais fáceis de transportar e se conectar, mas novos desafios surgiram com os formatos de telas pequenas e a incapacidade de acessar o sistema gerencial da empresa.

Depois de experimentar diferentes tecnologias concluiu pelos tablets (Android), com tela diagonal de 7 polegadas, que são fáceis de manusear com a mão e cabem no bolso de um casaco. Os aparelhos são utilizados para uma série de atividades, desde documentar serviços prestados a encomendar diretamente suprimentos médicos, além de se comunicar com outros profissionais de saúde que oferecem atendimento ao paciente.

A implementação dos tablets acelerou o fluxo de informações nos processos. Antes da implementação, quando um médico visitava um paciente na segunda-feira, por exemplo, e o fisioterapeuta o visitava na terça-feira, este último não visualizava as informações sobre a visita segunda-feira, já disponível. Isto é melhor do ponto de vista da produtividade e melhor para o paciente.

Na avaliação da empresa a inclusão dos tablets além de reduzir custos também melhorou a pontualidade de entrega para os pacientes.

Para acessar o estudo clique a seguir.

Download do estudo de caso Improving Care Delivery and Patient Outcomes through.

About Autor

Conexão Home Care

Portal de Conteúdo e Informações da Atenção Domiciliar no Brasil.

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: