Treinamento para Cuidadores reduz Taxa de Hospitalização

Quando cuidadores participam de treinamento intensivo, seus pacientes são menos propensos a irem para uma sala de emergência ou serem hospitalizados, de acordo com um recente estudo de caso realizado pela Universidade da Califórnia, San Francisco.

Segundo o estudo, a taxa de repetidas idas à hospitais e salas de emergência entre os pacientes tratados por cuidadores treinados caiu 24% no primeiro ano depois que as equipes passaram por um programa de treinamento intensivo, e em 41% no segundo ano, de acordo com uma análise dos pesquisadores californianos.

Como parte de um programa piloto realizado pela Universidade da Califórnia em Los Angeles, San Bernardino e municípios americanos, quase 6.000 cuidadores foram treinados em CPR e primeiros socorros, juntamente com o controle de infecções, auxílio no uso de medicamentos, doenças crônicas e outras áreas. Todos eram trabalhadores do programa americano de serviços de apoio (IHSS – In-Home Supportive Services), que são pagos pelo Estado para cuidar de idosos de baixa renda e pessoas com deficiência.

Os pesquisadores então basearam sua análise sobre os resultados do município que produziu os dados mais completos e fiáveis. Eles compararam os créditos de seguros de 136 idosos em situação de risco e moradores com deficiência cujos cuidadores e responsáveis tinham sido treinados para as reivindicações, entre mais de 2.000 residentes semelhantes cujos cuidadores e responsáveis não haviam sido treinados.

Apesar do pequeno tamanho da amostra, o professor emérito Bob Newcomer concluiu a análise como animadora. “O treinamento mostra um monte de promessas”, disse ele.

De acordo com organização americana California Healthline atualmente não há requisitos de formação institucionalizados para cuidadores que trabalham em casa, com a assistência domiciliar. Mesmo assim, programas de formação são desenvolvidos e testados em todo o país, de acordo com o Paraprofessional Healthcare Institute (Instituto local), que disponibiliza grupo qualificados para fornecer o treinamento.

Os cuidadores que participaram do programa piloto da Califórnia foram treinados num período de três anos, projeto que envolveu investimentos na ordem de U$ 11,8 milhões, adquiridos a partir de doações dos Centros de Serviços Medicare e Medicaid. Aqueles que participaram em todos os municípios envolvidos no projeto receberam cerca de 60 horas de aulas.

Além do efeito sobre os pacientes, a formação teve um profundo impacto sobre cuidadores, a partir do que eles disseram que se sentiam preparados para lidar com seus empregos e se comunicar com seus pacientes, médicos e equipes de saúde como um todo. A formação deu aos participantes habilidades para realizar ações em caso de uma emergência, incutindo um sentimento de quando efetivamente o paciente precisa ir para o hospital.

“Agora estou mais equipado para detectar as coisas” antes de se agravarem, comentou um responsável cuidador que participou (Andrew O’Bryan).


 

Fonte: Home Health Care

About Autor

Conexão Home Care

Portal de Conteúdo e Informações da Atenção Domiciliar no Brasil.

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: