A saúde durante a Copa

Home Notícias A saúde durante a Copa

Representantes das cidades-sede da Copa, estados e do Ministério da Saúde, reunidos na Bahia, constroem plano operativo para a Copa das Confederações

As ações de vigilância em saúde nos eventos de massa foram tema da palestra realizada pelo secretário em Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, na abertura da IX Reunião da Câmara Temática de Saúde realizada na noite desta quarta-feira (7), em Salvador.  O evento, realizado pelo Ministério da Saúde em parceria com municípios e estados, tem como foco o debate para a construção do plano operativo de saúde para a Copa das Confederações como preparação para a Copa do Mundo de 2014.

Durante a apresentação, o secretário Jarbas Barbosa reforçou a importância de estimular a vacinação dos profissionais que terão contato com os turistas como taxistas, profissionais do setor de hotelaria e alimentação, além dos voluntários, mas afirmou que a medida não será destinada apenas para a Copa do Mundo.

Ainda durante a palestra, o secretário relatou algumas das experiências do Brasil em diferentes eventos de massa e a realização dos eventos-teste como preparação para os grandes eventos esportivos que serão realizados no Brasil nos próximos anos como o realizado no Galo da Madrugada, este ano, no Carnaval de Recife, em Pernambuco.

“O Brasil possui um sistema de saúde estruturado e vamos aproveitar essa mobilização para os grandes eventos esportivos para aprimorar as ações de vigilância em saúde e assistência já existentes. Precisamos, ainda, estabelecer para detecção precoce de eventos adversos, necessários para uma resposta mais rápida dos agentes de saúde”, avaliou o secretário Jarbas Barbosa.

Na manhã desta quinta-feira (08) foi dedicada à participação dos palestrantes internacionais, o médico Ibrahim Abubakar, da Universidade de Londres, e o professor da Universidade de Zurique, Robert Steffen. Durante sua palestra sobre as perspectivas globais para a prevenção de doenças infecciosas associadas a eventos de massa, Abubakar apresentou as principais doenças infecciosas associadas a eventos com grande aglomeração de pessoa e alertou sobre a importância do planejamento de ações de saúde tendo como foco os mais variados eventos que possam acontecer.

“Mesmo com os grandes avanços nos sistemas de vigilância no Brasil, a preparação para a Copa do Mundo será uma oportunidade de revê-los e aprimorá-los. É importante garantir que os benefícios trazidos, com a organização de um grande evento, permaneçam para a população”, afirmou o Abubakar.

GRUPO – A Câmara Temática da Saúde é coordenada pelo Ministério da Saúde, que faz a interlocução com as 12 cidades e os estados onde serão realizados os jogos: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Entre os objetivos da Câmara destacam-se a coordenação do planejamento de ações nacionais na área da saúde, estabelecendo diretrizes gerais e metas, ações estratégicas e o apoio às ações com os municípios-sedes.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.