Conversando sobre o Tratamento da Apneia do Sono

Home Notícias Conversando sobre o Tratamento da Apneia do Sono
Conversando sobre o Tratamento da Apneia do Sono

Pacientes responderão pesquisa para avaliar satisfação com o tratamento da apneia obstrutiva do sono. Entre os dias 02/01/14 e 31/03/14 pacientes com apneia obstrutiva do sono e usuários de aparelho CPAP ou BIPAP poderão participar da pesquisa elaborada pelo Conexão Home Care com temas abordando o uso de aparelhos para tratamento da apneia do sono.

Sob a coordenação da Fisioterapeuta Danielle Lopes, uma das maiores especialistas em sono e terapia respiratória do Brasil, o estudo tem a finalidade de contribuir para a melhoria da qualidade de vida do paciente, à medida que identificará o seu nível de satisfação com o uso do equipamento e com as equipes de saúde, podendo a partir disto gerar novas iniciativas para fornecedores e prestadores de serviços.

Podem participar da pesquisa os pacientes portadores de apneia obstrutiva do sono e que utilizam qualquer tipo de equipamento CPAP ou BIPAP. As questões estão segmentadas em apenas quatro blocos, abordando temas sobre o uso do aparelho e seus acessórios, sobre o acompanhamento e auxílio ao paciente, o nível de satisfação com o aparelho e o tratamento e por fim o perfil do paciente e informações do profissional médico.

“Além de contribuir para a qualidade do sono e do tratamento paciente, esperamos que os resultados também sejam apresentados aos médicos, além de outros profissionais especialistas em sono. Dessa maneira mostramos estamos demonstrando como está a satisfação do paciente com o tratamento”, garante a fisioterapeuta e coordenadora Daniele Lopes.

Esta é uma iniciativa pioneira para o segmento da apneia obstrutiva do sono. “Nos últimos anos, com o crescimento do número de pacientes utilizando aparelhos CPAP e BIPAP é necessário conhecermos o curso do ciclo de vida do tratamento e a efetividade dos resultados alcançados pelo paciente”, comenta a Daniele.

A coordenadora do projeto revela que a aderência dos pacientes no curso do tratamento tem diminuído, à medida que ele – o paciente – não está sendo acompanhado de forma continuada e sistematizada. “Precisamos pensar estratégias e ações para acompanhar o paciente no tempo”, finaliza.

A pesquisa leva em torno de 5 minutos para ser respondida e foi construída em um ambiente intuitivo, que garante segurança no registro dos dados. Pode ser acessado pelo próprio portal Conexão Home Care ou pelo endereço web https://www.onlinepesquisa.com/s/conversandosobresono

Acesse agora: Clique AQUI

.

Em tempo:

A pressão positiva contínua nas vias aéreas (Continue Positive Airway Pressure – CPAP) tem como um dos objetivos a manutenção dos volumes pulmonares, prevenindo o colapso bronquiolar durante a expiração, estando indicada para os casos em que condições fisiopatológicas produzam hipoxemia e aumento do trabalho respiratório.

A CPAP compreende a aplicação de uma pressão positiva contínua nas fases inspiratória e expiratória durante respiração espontânea. Este método ventilatório tem ampla aplicação clínica, como no edema pulmonar cardiogênico, em neonatos com síndrome da membrana hialina, nas doenças neuromusculares, na apneia obstrutiva do sono, na melhora da oxigenação de pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) entre outros distúrbios que ocasionem hipoventilação, hipoxemia e atelectasia. Seu efeito é atribuído ao aumento do volume pulmonar através do aumento da capacidade residual funcional (CRF) reduzindo o trabalho respiratório por agir como um agonista inspiratório.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.