Health by Conexão Home Care
Assistência Domiciliar

Coronavírus: cuidados com pacientes em Home Care sob ventilação mecânica

Por Marcos César.

Conversamos com o fisioterapeuta e especialista em terapia respiratória Thiago Lopes sobre os cuidados a serem observados na assistência aos pacientes em home care, em especial aqueles em uso de ventilação mecânica. Confira a seguir algumas orientações às famílias, equipes de saúde, empresas de home care e operadoras de planos.

 

CORONAVÍRUS

A transmissão do novo Coronavírus () pode acontecer de formas diferentes, por vias respiratórias, por contato físico ou por meio de superfícies contaminadas (caso entrem em contato com a mucosa, como por exemplo olhos, boca e nariz).

É comum ocorrer por vias respiratórias, não apenas pelo ar, mas também por gotículas de espirros ou fala de indivíduos infectados.

 

O QUE É O CORONAVÍRUS

Segundo o Ministério da Saúde, o Coronavírus representa uma família de vírus que causam infecções respiratórias, como por exemplo uma gripe comum. O novo agente do Coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China e é responsável pela doença chamada COVID-19.

A maioria das pessoas se infecta com Coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com as variações mais comum deste vírus. Os Coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

 

CUIDADOS COM PACIENTES EM HOME CARE

Por se tratar de infecção que pode se originar a partir do trato respiratório e dos olhos, agravando o quadro clinico do paciente sob assistência médica domiciliar, em especial aqueles em uso de ventilação mecânica, deve-se redobrar a atenção e os cuidados desses pacientes, alcançando familiares, equipes de saúde e todos que tenham contato com o paciente.

Conversamos com Thiago Lopes, fisioterapeuta e especialista em cuidados respiratórios e ele nos deu importantes orientações a serem adotadas por profissionais da saúde, familiares e para os pacientes acerca desse cuidados.

Pessoas que irão entrar em contato com o paciente: família, equipe de saúde, amigos, etc.  

  • Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos em água corrente e sabão ou usar antisséptico à base de álcool. Essa ação mata os vírus que podem estar nas mãos;
  • Certificar de que tanto equipe de saúde ou familiares estejam com boa higiene respiratória.
  • Cobrir a boca e o nariz com o cotovelo ou o tecido dobrado quando tossir ou espirrar, descartando o tecido usado imediatamente.
  • Utilizar, quando possível, máscaras para a proteção recíproca.

 

Para o paciente, em especial aqueles em uso de ventilação mecânica

  • Realizar a troca dos filtros HMEF bacterianos e virais no mínimo de 72h em 72h, ou de 24h em 24h, de acordo com a orientação do médico ou fisioterapeuta assistentes do paciente. Essa periodicidade de troca assegura a eficiência dos elementos de barreira protetivas bacterianas e virais do filtro.
  • Assegurar que todos que estejam em contato com o paciente, se estiverem apresentando algum tipo de resfriado, gripe (ainda que não diagnosticados efetivamente), utilizem máscaras enquanto em contato com o paciente.
  • Assegurar a troca periódica dos filtros internos do Ventilador Mecânico, CPAP’s, BIPAP’s e Concentradores de Oxigênio. Todos esses equipamentos possuem filtros internos que devem ser trocados periodicamente. A negligência coloca em risco a saúde do paciente.

 

Para o ambiente do quarto, em especial, e higienização dos equipamentos médicos

  • Assegurar a higienização periódica e permanente do local onde o paciente está instalado.
  • Dispor de dispositivo de álcool em local visível, de preferência na entrada do quarto para utilização pelas pessoas antes de entrarem no quarto.
  • Higienizar com álcool diariamente e quantas vezes necessário cabeceiras, peseiras e barras laterais das camas, locais de muito contato tanto do paciente quando das equipes e familiares.
  • Assegurar a troca periódica de roupas de cama para maior conforto e segurança do paciente.
  • Higienizar diariamente os equipamentos médicos ainda que não entrem em contato com o paciente: oxímetro de pulso, sensores de oxímetro, bombas de infusão, concentrador de oxigênio, válvulas reguladores de cilindros de oxigênio, nebulizadores, aspiradores de secreção, monitores, ventiladores mecânicos, suportes de soro e outros equipamentos que esteja na residência.

Publicações relacionadas

Serviços de Atenção Domiciliar adequam atendimento às condições de isolamento social

Conexão Home Care

Dedos de Covid

Coronavírus: Estados planejam atendimento domiciliar e suspensão de cirurgias

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais.

Política de Cookies e Privacidade
%d bloggers like this: