Health by Conexão Home Care
+ Notícias Destaque Tecnologia

Cuidado Domiciliar na palma da mão

oferecerá e auxiliares de enfermagem sob demanda.

Apelidado de , a invenção já chama a atenção do mercado. O aplicativo já é comparado ao Uber, de smartphone que permite que as pessoas chamem carros por demanda.

Honor é um sistema que fornecerá monitoramento para que os membros da família possam acompanhar os cuidados que um ente querido está recebendo, por parte dos cuidadores, técnicos de enfermagem e de todos os profissionais que façam parte do plano de cuidados do paciente. O serviço está pronto para ser lançado ainda este mês em São Francisco (EUA).

Idealizado por , co-fundador e CEO do Meebo, que o Google adquiriu em 2012 por supostos US $ 100 milhões, a ferramenta deve trazer mais oportunidades no acompanhamento do paciente em casa. “Em geral, eu acho que o setor de não tem feito um bom trabalho no desenvolvimento de produtos para idosos e seus familiares e cuidadores profissionais”, disse Sternberg.

“Há uma oportunidade incrível para a tecnologia melhorar substancialmente a qualidade dos cuidados que um idoso recebe e, fundamentalmente, melhorar a dinâmica entre o idoso, a família e os profissionais de cuidados”, conclui o idealizador.

Para combinar com os cuidadores e com aqueles que necessitam de serviços, o Honor está recrutando um elenco de profissionais de cuidados de saúde. Cada profissional é detalhadamente verificado e pessoalmente vetado, de acordo com um conjunto de critérios, para se ter ideia apenas cerca de 5% dos candidatos até agora foram aceitos.

No lançamento, os cuidadores do Honor serão qualificados para realizar determinados serviços, inicialmente não relacionados a serviços de enfermagem, porém para o cuidador fazer parte do aplicativo deverá ter algum tipo de certificação relacionada à enfermagem.

Um dos objetivos da ferramenta, além de oferecer melhor monitoramento dos serviços prestados, é aumentar o valor que cada cuidador e recebem por hora, já que a ferramenta será capaz de oferecer uma lista de profissionais devidamente qualificados e recomendados.

Para ter acesso aos profissionais disponíveis as pessoas serão capazes de baixar o Honor no telefone celular, descrever suas necessidades, que serão combinadas de acordo com o currículo dos profissionais disponíveis. A na palma da mão.

A expectativa do idealizador é que as relações entre profissionais de saúde e clientes passem a ser contínuas, o que torna o Honor um pouco diferente de tecnologias sob demanda – como Uber, que não prioriza relacionamentos duradouros entre os usuários e as pessoas que prestam os serviços.

Outro componente do Honor será um “aparelho” que estará conectado na casa do cliente, um dispositivo que informará o horário de chegada de determinado profissional, além de permitir que os clientes avaliem os serviços que recebem, sendo que os profissionais de cuidados que não receberem boas classificações por determinado tempo poderão ter revogada a autorização de permanecer na plataforma.

Os membros da família também serão capazes de baixar um aplicativo para visualizar as atividades de atendimento dos profissionais e ver quanto tempo eles ficam em casa.

Publicações relacionadas

Afinal, o que são hospitais de transição?

Conexão Home Care

Trabalhadores viajam longas distâncias no Home Care

Observatório Europeu lança estudo sobre Home Care

Conexão Home Care

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais.

Política de Cookies e Privacidade
error: Este conteúdo está protegido!!
%d bloggers like this: