Health by Conexão Home Care
Estratégias Opinião Tecnologia

Tendências do Home Care em 2014

Saúde ao alcance do paciente, não no hospital.

Estudo realizado pela (), Medical Cost Trend: Behind the Numbers 2014 ( do custo medico: por trás dos números – tradução livre) fornece estimativas sobre o crescimento dos custos médicos particulares durante o ano de 2014 e quais os principais condutores das que se avizinham.

Fato é que a saúde vai continuar a se mover para fora dos , clínicas e consultórios médicos em 2014. Mais cuidados serão entregues através da internet, em locais como grandes centros clínicos e a partir do – Atendimento e Internação Domiciliar. Tendência essa alimentada pela ascensão dos custos da saúde, especialmente pelo aumento do número de beneficiários de planos e seguros de saúde e também pela crescente demanda por conveniência.

Relatório recente, também elaborado pela PwC, revela que as fusões hospitalares podem levar a aumentos de preços de até 20,3%, fato que deve inflacionar ainda mais os custos na saúde e consolidar a como alternativa efetiva à saúde do paciente e do sistema como um todo.

Para ter sucesso, as organizações de saúde deverão moldar estratégias em torno de novas demandas de valor. A indústria da saúde vai continuar os esforços para aprimorar a qualidade do atendimento, inclusive “empurrando” os cuidados para locais que custam menos e que ofereçam as melhores respostas em termos de qualidade de vida para o paciente: o home care, por exemplo.

Os consumidores, mais atentos e cientes de seus direitos, continuarão questionando negativas de procedimentos e coberturas e o aumento de mensalidades. Esse é um movimento que será mais comum na assistência domiciliar, tendo em vista que os serviços dessa modalidade assistencial não estão previstos em contratos e ainda são arbitrados exclusivamente pela operadora e seguradora.

Expectativas que também chegam em 2014 vêm refletidas da insatisfação de muitos profissionais de saúde, médicos, enfermeiros, entre outros, com a qualidade da remuneração e em algumas situações com as condições de trabalho adotadas por organizações de assistência domiciliar. Devem se avizinhar movimentos de profissionais em torno de melhores condições salariais, de trabalho e de protocolos mais bem estabelecidos para os cuidados ao paciente tratado em casa.

A saúde deverá estar ao alcance do paciente, não no hospital. Hospitais dedicarão mais tempo a avaliar suas estratégias quanto à saúde móvel, de maneira amigável e confortável ao paciente.

A tecnologia continuará a desempenhar um papel incrível. Deverá favorecer a análise dos dados da assistência domiciliar, capaz de prever o número de dias que o paciente passará sob a assistência e as condições de sua evolução. Os sistemas disponíveis ainda são fechados, mas o desenvolvimento de códigos abertos em grandes plataformas analíticas de dados deve chegar à pauta de muitos gestores, obviamente daqueles que têm nos dados o ponto de partida da estratégia.

O segmento de Home Care continuará crescendo à taxas ainda desconhecidas. O Núcleo Nacional das Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar (Nead) garante que nos próximos dias deve publicar o resultado do Censo 2013 da Atenção Domiciliar, realizado por aquela organização.

Os consumidores – pacientes e famílias – sabem que as organizações acumulam dados sobre eles, e eles esperam que estes dados sejam usados para personalizar experiências e serviços mais relevantes e valiosos, especialmente aqueles desenvolvidos na casa do paciente. Mas eles não vão tolerar quaisquer áreas questionáveis ​​ou cinza sobre a sua utilização de dados pessoais, especialmente quando sua saúde está em causa.

Antes de qualquer tendência, no entanto, cuidar da qualidade da assistência é ponto fundamental.

Publicações relacionadas

MT: Empresa recebe 40 milhões ao ano para atender 55 pacientes e está lotada

Conexão Home Care

Denúncias anônimas levam MPT a pedir multa à empresa Domicile Care

A utopia de uma tabela na Assistência Domiciliar

Conexão Home Care

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais.

Política de Cookies e Privacidade
error: Este conteúdo está protegido!!
%d bloggers like this: