Health by Conexão Home Care

A partir do momento em que o médico prescreve o para um paciente, por meio de relatório médico detalhado que justifique a internação domiciliar para tratamento de doença coberta pelo contrato do , a negativa do pode ser considerada abusiva.

Mesmo se a empresa alegar que não pode ser obrigada a custear despesas de home care, pois o serviço não consta do rol de coberturas previstas no contrato.

O contrato de plano de saúde pode fixar as doenças que terão cobertura, mas não pode restringir a modalidade de tratamento.

Vale lembra que o serviço de home care é um desdobramento do atendimento hospitalar contratualmente previsto. E que esta modalidade pode ser menos onerosa para o plano de saúde do que a internação em hospital

O paciente deve, em primeiro lugar reclamar seus direitos perante a operadora do plano de saúde pela ouvidoria ou a auditoria do mesmo. Caso não seja atendido de forma satisfatória, deve denunciá-la à ANS (Agencia Nacional da Saúde). Se a agência não resolver a pendência, o indicado é procurar a defensoria pública do seu município ou a um advogado de sua preferência para ingressar com uma ação judicial.

A presença de um profissional especialista no tema é importante porque aumenta as chances de sucesso na ação, já que ele tem mais domínio sobre o posicionamento dos tribunais e o tema.

Ele ingressará com uma ação com pedido de liminar, que obriga o plano de saúde a fornecer o home care. O pedido liminar serve para obter uma decisão imediata, que normalmente sai no mesmo dia, para autorizar o tratamento.

A negativa de cobertura pelo plano de saúde traz também desgaste psicológico de quem já está fragilizado pela doença. Por isso, a negativa vai além do simples aborrecimento, o que é suficiente para a caracterização de dano moral, que pode terminar em indenização.

Publicações relacionadas

Energia elétrica: muito mais do que conforto na vida dos pacientes

DF: Sindicato negocia reajuste para plantões

O desafio de ser único na Assistência Domiciliar

Conexão Home Care

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais.

Política de Cookies e Privacidade
%d bloggers like this: