Destaque

Programa Casa Mais Segura: autonomia, independência e segurança da pessoa idosa e do paciente em Home Care

Club Card Saúde

“Nosso público alvo são as pessoas idosas que residem sozinhas ou não, pessoas com determinadas limitações e pacientes em home care cuja adequação da casa ou do dormitório ampliam a qualidade de vida”

Padrões de vida melhorados, melhores cuidados de saúde, maior conscientização sobre a importância de uma dieta saudável e a regularidade de exercícios têm levado a que mais e mais pessoas aproveitem a vida aos 80 e 90 anos. No entanto, a pessoa idosa, em particular os idosos frágeis, são um dos grupos da nossa população mais vulneráveis ​​a acidentes, sobretudo dentro de casa.

Estudo realizado pela organização não governamental inglesa The Royal Society For The Prevection of Accidents – ROSPA constatou que é em casa que ocorre o maior número de acidentes. Segundo a organização, muitos dos acidentes fatais e não fatais para pessoas idosas são atribuíveis, no todo ou em parte, à fragilidade e à falta de saúde. E isso pode levar a falhas ou lentidão para esse público ver e evitar riscos.

As quedas representam a maioria dos acidentes. Porém em menor escala são registrados acidentes relacionados ao fogo, envenenamento acidental, queimaduras e escaldões e hiportermia.

Segundo a publicação brasileira intitulada “Risco de quedas no ambiente físico domiciliar de idosos” (Meira et. al, 2005), o ambiente domiciliar é responsável por uma quantidade significativa de quedas na população idosa e 70% desses registros ocorrem na residência da vítima. Em geral essas quedas são provocadas pela falta de adaptação do ambiente em que esses idosos vivem, como piso escorregadio, má iluminação, objetos soltos e espalhados pela casa, tapetes e carpetes, ausência de corrimãos nos corredores, degraus e solo irregular.

A falta de adaptação da residência é também um fator que pode prejudicar a qualidade da assistência médica domiciliar prestada ao doente, além de expor as equipes de saúde, às vezes, a condições insalubres. A estrutura de elétrica da casa, a limitação para o acesso de cadeiras de banho e rodas, a presença de umidade excessiva em dormitórios, a ausência de rampas de acesso, a indisponibilidade de móvel para o conforto do cuidador e da enfermagem, a presença de “quinas” de mobília, entre outras condições estão entre os problemas.

Nesse sentido, o planejamento do ambiente domiciliar identificando-se as adaptações a serem realizadas – à medida que a pessoa envelhece ou previamente à hospedagem de um doente em home care –, que previnam os acidentes domésticos da pessoa idosa ou da pessoa com determinadas limitações funcionais e que garantam a qualidade da assistência ao paciente em home care é de extrema importância e se torna fundamental para a autonomia, independência e segurança da pessoa, bem como para a tranquilidade da família e das equipes de saúde.

Na perspectiva do Home Care, por exemplo, é cada vez mais importante que os provedores dessa assistência visualizem o planejamento domiciliar e projetos domésticos como uma ferramenta importante para manter os pacientes seguros, confortáveis e longe dos hospitais, principalmente para pacientes que já se encontram em assistência.

Nesse caminho, em busca de fornecer perspectivas sobre segurança doméstica e soluções para manter as casas seguras, acessíveis, confortáveis ​​e bonitas ao público idoso e aos pacientes em home care, o Conexão Home Care está lançando o programa Casa Mais Segura, que colocará à disposição serviços que tornem a residência um local mais apropriado e confortável para a permanência desse público, conscientizando sobre os aspectos que sempre devem ser observados para se evitar acidentes domésticos, chamando a atenção das pessoas idosas e seus cuidadores para os pontos de perigo e hábitos inseguros.

De iniciativa do Conexão Home Care o programa Casa Mais Segura é um serviço que pretende ser um catalisador para a mudança na arquitetura e design das residências de pessoas idosas, de pessoas com determinadas limitações funcionais e residências que acomodam pacientes em assistência domiciliar.

As residências que passarem pelo programa serão certificadas com o selo “Casa Mais Segura” e passarão a ser avaliadas periodicamente para revalidação do selo. Aspectos como iluminação, piso, espaço, mobília, decoração, estrutura de elétrica, entre outros serão todos objeto de avaliação para fins de certificação. De forma específica, o programa também emitirá o selo para dormitórios isolados da residência, que hospedem ou venham a hospedar pacientes de home care.

 

Parcerias

Em parceria com as empresas Saúde Design – empresa de arquitetura de sistemas de saúde e interiores –, In Locus Engenharia – empresa de engenharia, construções e reparos –, Excellence Saúde – empresa médica – e Pignata Enfermagem – empresa de enfermagem –, o programa conta com a orientação técnica de profissionais da arquitetura, engenharia civil e elétrica, da área médica e da enfermagem.

 

Serviços

Dentro do programa o cliente contará com a avaliação da residência, apresentação de relatório de conformidade e não conformidade, elaboração de projeto básico de arquitetura, engenharia e/ou elétrica para adequação do espaço/dormitório, a execução dos serviços relacionados a construção e reparos, quando necessários, com a instalação de equipamentos de segurança, acompanhamento periódico de verificação e re-certificação, tecnologia com sensor de quedas e alerta automático, provimento de serviço de cuidador de idosos, quando recomendado, treinamento de cuidadores e orientação assistencial à família e a pessoa idosa sobre fatores de risco de quedas.

“Estamos falando sobre garantir que as pessoas idosas tenham a capacidade de viverem da forma mais independente possível, da maneira mais segura possível, com recursos que criem conforto, comodidade e tranquilidade”. Comenta Benedito Silva, chefe do projeto. “Nosso público alvo são as pessoas idosas que residem sozinhas ou não, pessoas com determinadas limitações e pacientes em home care cuja adequação da casa ou do dormitório ampliam a qualidade de vida”, finaliza.

O Conexão Home Care espera ampliar a abrangência do serviço em nível nacional. No lançamento, contudo, o serviço será oferecido inicialmente no Distrito Federal.

Para ampliar a abrangência parcerias locais serão consolidadas em outros estados, incentivando a colaboração entre profissionais da arquitetura, engenharia, design e da área médica. Para conhecer o programa e obter mais informações acesse www.conexaohomecare.com/casamaissegura/ , pelo email cms@conexaohomecare.com ou pelo telefone (61) 9 9281-6796 | 4141-6294.

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: